Quadrilha Beija Flor 30 anos de história em Jaguaruana (1992-2022)

A Quadrilha Beija Flor como é conhecida atualmente foi constituída e fundada em 20de março de 1992(um mil novecentos e noventa e dois) pelos quadrilheiros da época, Sediada nesta comarca de JAGUARUANA-CE e domiciliada na rua são José, n° 1094,centro. É uma entidade cultural sem fins lucrativos formados por jovens, adultos e crianças, além de uma diretoria.

O grupo junino não se deterá apenas a dança de quadrilha, mas também a todo tipo de cultura popular que venha a contribui com o desenvolvimento do povo de nosso município. Além de organizar, mobilizar e prover festivais, eventos ou mobilizações na área de atuação das festas juninas, como instrumento de integração e entretenimento bem como cultural, com isso fazer um resgate histórico e cultural de nossas raízes e promover novos talentos dentro de nossa cidade.

A historia da Beija Flor se mistura com a trajetória do José Cesar da Silva, pois em 1992, o então adolescente José César da Silva, ansiava dançar no grupo junino de sua rua, entretanto, por ser novato era considerado imaturo por seus companheiros de grupo, mas mostrou sua garra e perfil de liderança e conquistou a confiança de todos, então a quadrilha deu seus primeiros passos, dançando apenas em Jaguaruana cativando a população com sua dança e alegria, depois o grupo cresceu e resolveu expandir suas apresentações para o Vale do Jaguaribe, região litorânea e Capital do Estado, o nome Beija Flor tal e qual conhecemos hoje surgiu após uma reunião entre os quadrilheiros da época, resolveram homenagear um passo muito tradicional de quadrilha, o Beija Flor (passo em que a dama estende a mão a seu parceiro para que o mesmo possa beija-la), nessa reunião também elegeram José Cesar da Silva como responsável, por ser um entusiasta da cultura junina e quadrilheiro.

Desde 1992, vem fazendo a diferença no cenário local, pois faz um resgate histórico e cultural de nossas raízes e promove novos talentos dentro de nossa cidade, além de tirar jovens e adultos da ociosidade e lhes dando a oportunidade de aflorar seu lado artístico, teatral, e musical, pois o movimento do grupo não se resume ao período junino, existe toda uma dedicação ao longo do ano.

Alguns temas marcantes da Quadrilha Beija Flor:

2001- “Quadrilha Beija Flor na terra da rede”, Sendo Jaguaruana um polo produtor de redes de dormir, em 2001 a quadrilha resolveu homenageá-la levando para dentro de quadra a cultura local.

2003- “Raquel Queiroz: Não me deixe”, Fazendo um tributo a grande escritora cearense Raquel de Queiroz,

2006- “Levante-te e vem para meio”, Nesse ano a quadrilha trouxe um caráter de reflexão e de estímulo para renovar, com mais força, o mandamento da caridade, especialmente por aqueles que sofrem algum tipo de deficiência.

2012- “Luiz Gonzaga: o homem que cantou o nordeste e encantou o Brasil”, em 2012 a quadrilha fez uma homenagem ao centenário do rei do Baião,

2013- “Centenário do boi bumba, dois coração e uma paixão”, uma homenagem ao festival folclórico muito famoso de Parintins, onde a quadrilha era dividida em dois partidos, Caprichosa e Garantida, assim como acontece no festival.

2014- “Trabalho, suor e renda, o ouro verde do Ceara”. Trazendo para dentro de quadra algo muito presente no dia a dia do Jaguaruanense, a Carnaúba, que é fonte de renda para muitas pessoas da região.

2017- “Penitência”. A fé em nossa senhora como esperança de um povo sertanejo.

2018- “Crendices, simpatia e superstição.” Apresentou muitas das simpatias que são passadas de gera…

 

Quadrilha Junina Beija Flor
Memorialista Mateus Poeta
Fonte: https://portalfolhadovale.com.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.